IURD – 15/07/2021 – Quinta-feira

Pastor Ronaldo

Gênesis 28:20

Jacó fez um voto para ter paz, para ter prosperidade mas não fez voto para vida sentimental. Isso trouxe consequências para ele.

-> Problemas com esposa
-> Problemas com filhos

Obs.: Ele até se casou e ainda por cima, com uma das mulheres que ele desejava, mas não teve um relacionamento bem sucedido. Houveram problemas fora do normal por conta de estar sem a direção e a bênção de Deus no que tange a área sentimental.

Temos que buscar a mudança de identidade no altar. Se hoje, sou uma pessoa, ou melhor, sou visto e/ou conhecido como uma determinada pessoa, e caso eu não goste da “minha identidade”, é possível contar com a ajuda de Deus para mudar essa “minha identidade”. Lembra que Abraão teve sua identidade mudada?

Se eu sou solteiro e não sou bem visto pelas pessoas, posso mudar a minha realidade no altar. Se eu sou casado, e preciso de uma mudança, o altar é o meu lugar.

Temos que buscar a mudança de “identidade” também de nossos familiares também no altar. Só lembrando que a mudança em algumas vezes tem que começar por nós.

Palestra

As tentação da vida amorosa

O que é tentação? Impulso para a prática de coisas impuras ou não recomendadas e que são censuráveis.

O ruim de ceder as tentações, além dos inúmeros malefícios que a prática delas nos traz, talvez um que é bem danoso, é que criamos barreiras entre as pessoas.

Exemplo: Em uma família, o marido tem problemas com álcool e em determinado dia da semana, chega embriagado em casa. Sua esposa é muito tentada a brigar com ele por conta desse fato. Caso ela ceda as suas vontades, essas discussões acaba gerando barreira entre ela e o marido. Além é claro, que isso é uma coisa que não agrada a Deus. Só lembrando que de forma nenhuma estamos dizendo que o marido não esteja errado e precisa mudar seu comportamento. O correto seria ela trata-lo de uma forma sabia e cordial e colocar diante de Deus essa situação. Caso que por conta de precisar desabafar, que ela grite bastante, xingue aos ventos quando não estiver próximo a ela.

Mas o que fazer quando estamos diante de uma tentação?

Bom, para responder essa pergunta temos que pensar que diante de uma tentação, temos duas opções:

CEDER X FUGIR

O que a bíblia diz? Que a nossa carne é fraca. E o que isso quer dizer? Isso significa que se acharmos que somos fortes o suficiente para lidar com a carne, estamos próximos da queda.

Lembra de José do Egito?

Por conta de sua fidelidade a Deus, ele foi muito abençoado e em um determinado momento de sua vida, José ficou responsável pela governança da casa de Potifar desde que não tocasse na esposa dele. Em uma ocasião José foi agarrado pela mulher que desejava deitar-se com ele. Nesse momento José teve duas opções: Ou ele cedia aos desejos da mulher e da sua própria carne, pois ela era homem e creio que naquele momento ele talvez teve um desejo por ela, ou ele fugia desagradando suas vontades e a mulher mas agradando a Deus. Não deu outra, ele FUGIU.

José procurou não desagradar a Potifar e principalmente a Deus.

Nós somos humanos e estamos sujeitos à tentação. Na dúvida, “mete o pé”.

Não podemos subestimar a nossa vontade (carne), pois ela é fraca.

Se eu ver que estou indo por caminhos ou situações que irão me conduzir ao pecado, FUJA!!!

Melhor ser um FUJÃO salvo do que um FORTE caído.

O pastor Ronaldo deu algumas dicas de como evitar situações que nos colocam em risco de desagradar a Deus.

Em resumo, não podemos subestimar o mal.

Deus abençoe a todos!

publicado
Categorizado como IURD

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *