IURD – Estudo – 19/11/2020

Pastor Martins

A família em nossa escala de valores

Para quem deseja viver no lugar correto da importância da família atribuida por Deus, a primeira coisa a ser feita é conhecer a escala de valores do ponto de vista de Deus, ou seja, aquilo que a Biblia ensina.

Deus em primeiro lugar.

Aproximou-se dele um dos escribas que os ouvira discutir e, percebendo que lhes havia respondido que, perguntou-lhe: Qual é o primeiro de todos os mandamentos? Respondeu Jesus: O primeiro é Ouve Israel, o Senhor nosso Deus é o único Senhor. Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento e de todas as tuas forças. E o segundo é este: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que esses.” (Marcos 12-28-31)

O Senhor deve estar à frente dos pais, conjugê, filhos e qualquer outro familiar. Ele deve ser o primeiro valor em nossa lista ou escala de prioridades. Deve vir antes de nossa própria vida. Deve vir antes de nossos bens ou qualquer outra coisa. Quando falamos sobre Deus vir antes, não é porque as coisas que nós dispomos a renunciar não tem lugar em nossas vidas, apenas elas vem depois.

Família em segunda lugar.

Muita gente tem errado ao pensar que a igreja ou o ministério vem logo depois de Deus. Na verdade, a família vem em segundo lugar. Conheci, quando ainda era uma adolescente uma senhora (do interior de São Paulo) que disse que Deus a chamou para uma missão e desapareceu de casa por mais de uma mês. Quando os irmãos da congregação perceberam o que estava acontecendo, tiveram que cuidar dos filhos dessa mulher, que não tinham o que comer e nem vestir. O marido estava furioso porque roupas chegaram a apodrecer no tanque enquanto a família aguardava ansiosa o término da “missão”. Isto é um absurdo! Uma mulher destas, ainda que se intitule missionária, não conhece a Bíblia. Até no caso de diminuir a intensidade do contato físico para se dedicar a oração, o casal deve estar em acordo (1 Co 7.5). Mas aquela mulher não consultou seu marido, e apenas disse: “Deus me chamou e estou indo”. E ainda por cima, dizia que o marido é era uma carnal ao ponto de não discernir a voz de Deus.

Considerações:

01) Quando nosso sentimento não está em Deus, não temos força para lutar.

– > O perigo de não colocamos Deus em primeiro lugar.

02) Como eu posso amar a Deus e não amar o meu próximo.

-> O Senhor deve vir antes de tudo. Antes de nossos bens e família. Não quer dizer que iremos deixar de lado as outras coisas, mas Deus vem primeiro.

Deus

Família

Quando não sabemos a escala de prioridade perecemos.

Mesmo que o familiar não lhe ame, ame-o.

Mesmo que as pessoas não conquiste ouro e prata tendo paz, já é um pedaço do céu.

Parceria com Deus é a chave de sucesso.

Eu e Ele.

publicado
Categorizado como Estudos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *