IURD – 12/08/2021 – Quinta-Feira

Pastor Ronaldo

Perdoar e ser perdoado.

O perdão é uma decisão. Não é um sentimento.

Temos que perdoar para sermos perdoados. Também precisamos além de perdoar os outros, demos perdoar a nós mesmos.

Quando liberamos perdão tanto para nós quanto para terceiros, quebramos as barreiras que impedem o recebimento do Espírito Santo.

Vamos nos analisar e ver se existe algo em nosso coração que precisa ser corrigido.

João 5:5

O homem estava enfermo há 38 anos e Jesus lhe perguntou se ele queria ser curado.

Importante => Jesus já sabia do problema dele e também que o desejo daquele homem era ser livre da enfermidade. Mas então porque ele queria ouvir do enfermo? Porque quando é falado, é uma forma de expressar a fé por meio da palavra.

Crer e ir na igreja também pode ser uma expressão de fé.

Como acontecia com homem acima, na sua vida também possa ter alguma enfermidade física, ou talvez alguma enfermidade no casamento, no trabalho, nos estudos e etc. Tudo aquilo que causa dor em você pode ser entendida como uma enfermidade.

Detalhe => Após Jesus ter curado o homem, ele se levantou e andou. Muitos tem fé em Deus, mas não materializa a fé com ações, ou seja, orando, indo a igreja, fazendo propósitos entre outros.

Temos que expressar nossa fé. Não podemos nos aquietar.

João 2:7

Essa semana o Espírito Santo irá “bater em nós” disse o pastor.

O pastor pediu para puxar do nosso bolso cinco mil reais. Porque muitos nem colocaram a mão no bolsa ou na bolsa? Porque sabiam que não tinham esse valor ali. O que isso tem a ver com a pregação que ele estava fazendo? Você não pode dar aquilo que você não tem.

Nesse exemplo, podemos perceber que em alguns momentos, exigimos das pessoas coisas que nós mesmo não temos. Injusto né?

Exemplo: Você quer que o seu cônjuge seja paciente contigo se você não tem nenhuma paciência com ele.

A transformação da água para o vinho foi o primeiro milagre de Jesus. E foi em uma cerimônia de casamento. Coincidência? Será? Ou seria providência?

Ele poderia fazer o seu primeiro milagre em outro lugar após o recebimento do Espírito Santo, mas foi em um casamento, pois a família sempre foi e sempre será a prioridade de Deus, além é claro da salvação.

Não podemos desprezar a família logo após termos o Espírito Santo. Mas porque? Porque a família acaba interferindo em todas as áreas da vida de uma pessoa. Briga com um familiar e vai tentar fazer um prova, estudar, ir na igreja, trabalhar e depois me diga se foi a mesma coisa quando toda a família está unida.

O mestre sala era uma pessoa que era responsável por verificar a qualidade de um vinho. Ele aprovava se a bebida tinha sofrido uma boa transformação.

Nos dias atuais, quem é o mestre sala? E pode ser tanto para o casado quanto para o solteiro, viu… Se você pensou que era Jesus, não pensou tão errado, pois ele também pode confirmar uma transformação, mas o mais correto seria dizer que é seu cônjuge para os casados e os amigos, pais e conhecidos para os solteiros.

Quando uma pessoa, um cristão é transformado por Jesus, além das pessoas conseguirem aprovar a sua mudança, tem um detalhe que faz toda a diferença: Quanto mais velho, melhor.

Como assim mais velho? Quanto mais tempo com Jesus, mais tempo na igreja, ficará melhor. Tem pessoas que quando não sofreram o processo de transformação verdadeiro, quanto mais tempo passam na igreja, ficam com gosto ruim, amargos.

Será que você tem sofrido ou sofreu uma boa transformação por Cristo?

Porque tudo o que Jesus transforma, com o passar do tempo fica melhor…

Importante => Muitos dizem que não se importam com as opiniões alheias, mas existe uma diferença entre opiniões e verdades.

Vamos buscar a transformação em Jesus para ficarmos melhores com o passar do tempo.

publicado
Categorizado como IURD

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *