IURD – 07/08/2021 – Sábado

Pastor Ronaldo

Vídeo – 2 Coríntios 7:9-10

Pedir ao Espírito Santo para nos mostrar aquilo que precisamos nos arrepender.

Reunião

João 6

Onde Jesus andava, logo atrás dele lhe tinha uma multidão de pessoas. Como era a pé, Jesus se compadecia deles e sempre os alimentava.

Nessa ocasião, Jesus tinha que alimentar um multidão mui numerosa e como não tinham comida suficiente para todos, eles se perguntaram como fariam.

Entre a multidão, havia um rapaz que tinha dois pães e cinco peixes que e pediram para entregar a Jesus. Assim o fazendo, Cristo pediu que todos se assentassem e ele orou a Deus.

Após isso, houve grande multiplicação a ponto de alimentar a todos e ainda sobrar doze cestos cheios.

Detalhe: O milagre só foi possível graças além de outros fatores:

01) Alguém tinha algo para ser multiplicado, pois nada vezes nada é nada.

02) E esse alguém que tinha algo se desapegou daquilo e entregou para o Mestre.

A proposta de ser o segundo tem muito a ver com isso, pois quando entregamos algo nosso a Deus, que consideramos ser mais importante, portanto o primeiro, no momento da entrega, aparentemente ficamos com menos ou nada, mas cremos na multiplicação. Um exemplo disso é quando dizimamos. Fisicamente falando ficamos com menos quando devolvemos a decima parte, mas o menos acaba se multiplicando por ter a bênção de Deus. Diferente de quando não devolvemos o dízimo, pois ficamos sem a promessa da multiplicação e o devorador tem livre acesso e mesmo com mais acaba não dando para fazer o que deveria ser feito com o valor em mãos.

Na minha vida, eu quero a transformação, e semelhante aquele rapaz, só podemos ver a multiplicação quando cremos e entregamos o que Deus nos pede.

Mesmo que aparentemente ficamos com menos. Com Deus é assim, ficamos com menos para acabarmos com mais. Parece loucura né? Eu sei, mas Deus faz assim mesmo.

Daniel 1
Mateus 24:12
2 Coríntios 4:16

O tempo tem poder de fazer duas coisas em nós:

01) O tempo pode amadurecer

02) O tempo pode apodrecer

Quando o tempo amadurece uma pessoa dentro da igreja? Quando ela usa a fé inteligente.

Quando o tempo apodrece uma pessoa dentro da igreja? Quando ela tem maus olhos.

Daniel foi levado cativo pelo rei da babilônia e foi selecionado dentre os mais bonitos, cultos entre outros atributos. Além disso mandou o rei os servir de tudo que era servido a ele. Tudo o que o rei comia, eles iriam comer.

O rei tentou com isso mudar tudo neles, mas Daniel decidiu não se contaminar com as iguarias do rei. Daniel firmou em seu interior que era servo do Deus vivo e não iria se misturar com os costumes e iguarias do rei.

Observação: Todos eles além de tudo mudado, também tiveram os nomes trocados. Mas mesmo tudo sendo trocado, o interior deles permanecia intactos. Mesmo o homem exterior sendo mudado, o homem interior permanecia inabalável. O diabo não está nem aí para o nosso exterior, o que ele quer mesmo tocar e mudar é o nosso interior, ou seja, nosso espírito. Como o pastor nos orientou: não podemos permitir o diabo tocar em nosso interior. Não podemos nos contaminar.

Quantos são aqueles que começaram a todo vapor e com o passar do tempo foram se contaminando e foram se esfriando na fé. Ao invés do tempo as amadurecer, ou seja, ficarem mais fortes, pelo contrário, ficaram mais apodrecidas, mais fracas.

Não podemos desanimar, voltar atrás.

Mesmo que o homem exterior se corrompa, o homem interior tem que estar forte, inabalável.

Mesmo que tudo e todos estejam fazendo tudo errado, desistindo, não podemos nos contaminar e como o pastor falou, o tempo pode nos amadurecer ou nos apodrecer.

Nós devemos permanecer na fé, no altar, e é isso que o diabo não quer. Ele quer que o tempo seja nosso inimigo.

Fiquemos atentos. Deus abençoe a todos.

publicado
Categorizado como IURD

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *